Portal de Paulinia | O seu Jornal on-line

Dom18082019

Entrar emCONTATO

Back Região Política Bens de Dr. Hélio e ex-primeira-dama de Campinas são bloqueados pela Justiça

Bens de Dr. Hélio e ex-primeira-dama de Campinas são bloqueados pela Justiça

Os advogados que já defenderam Hélio de Oliveira Santos e Rosely Nassim Jorge Santos disseram que não foram contratados para saber se irão assumir o casoMauro Fukumoto, juiz da 1ª Vara da Fazenda Pública de Campinas, determinou liminarmente o bloqueio de bens do prefeito cassado de Campinas Hélio de Oliveira Santos e da ex-primeira-dama Rosely Nassim Jorge Santos. A decisão foi divulgada nesta segunda-feira (26) pelo Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP) e cabe recurso para reverter.

O juiz estabeleceu ainda que a autarquia Sociedade de Abastecimento de Água e Saneamento (Sanasa) suspenda eventuais pagamentos ainda em andamento para as empresas suspeitas de firmarem contratos irregulares.

Os contratos com as empresas Hydrax Saneamento de Tubulações, Gutierrez Empreendimentos e Lotus Serviços Técnicos, três das sete suspeitas, totalizam R$ 187.474 milhões e a Justiça determinou que os suspeitos de envolvimento tivessem o valor correspondente a dez por cento do valor de cada contrato indisponibilizados.

Também tiveram bens bloqueados os ex-diretores da Sanasa Aurélio Cance Junior, Luis Landes e Marcelo de Figueiredo, o ex-presidente da autarquia Luiz de Aquino e os empresários José Carlos Cepera, Gabriel e José Carlos Gutierrez, além de Gregógio Wanderlei Cerveira e outros três sócios da Hydrax.

A determinação em primeira instância é referente a três ações impetradas pelo vereador Rafael Zimbaldi (PP). No total foram sete, cada uma delas cita uma empresa que firmou contrato suspeito com a autarquia Sanasa durante o governo de Dr. Hélio. As outras quatro ações estão na 2ª Vara de Campinas.

Os advogados que já defenderam Hélio de Oliveira Santos e Rosely Nassim Jorge Santos disseram que não foram contratados para saber se irão assumir o caso, então preferem não comentar o assunto. Os advogados de Aurelio Cance Junior e Luiz de Aquino afirmaram o mesmo. José Carlos Cepera, Gregógio Vanderlei, Gabriel e José Carlos Gutierrez foram procurados para comentar a decisão, mas não retornaram. Luis Landes e Marcelo de Figueiredo, ex-diretores da Sanasa, não foram localizados.

Bens de Dr. Hélio e ex-primeira-dama de Campinas são bloqueados pela Justiça