Portal de Paulinia | O seu Jornal on-line

Sex31102014

Entrar emCONTATO

Back Região Economia Energia elétrica fica mais cara a partir de amanhã

Energia elétrica fica mais cara a partir de amanhã

 

Foto: Arquivo A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) aprovou, terça-feira, reajuste médio de 7,38% para os clientes da distribuidora CPFL Paulista. Para os consumidores residenciais, o aumento será de 6,95% e, para as indústrias de médio e grande porte, de 7,72%.

Ao calcular os índices de reajuste, a agência considera a variação de custos que a empresa teve no decorrer do período de referência. A fórmula de cálculo inclui custos típicos da atividade de distribuição, sobre os quais incide o IGP-M (Índice Geral de Preços do Mercado), um índice fixado pela Aneel, e outros custos que não acompanham necessariamente o índice inflacionário, como energia comprada de geradoras, encargos de transmissão e encargos setoriais.

No caso da CPFL Paulista, a maior parcela do reajuste refere-se aos custos não gerenciáveis pela distribuidora, que atualmente corresponde a 73% do valor da tarifa, sem considerar o ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços), PIS (Programa de Integração Social) e Cofins (Contribuição para o Financiamento da Seguridade Social). São gastos decorrentes de energia comprada, de encargos de transmissão e setoriais.

Pelo contrato de concessão da CPFL Paulista, os reajustes acontecem anualmente, sempre em abril, data da assinatura do documento. No ano passado, o aumento foi de 5,69%. "O reajuste s é importante para fazer frente à atualização dos custos nos últimos doze meses e é realizado obedecendo a um procedimento definido no próprio contrato de concessão e a legislação em vigor", declarou a empresa, via assessoria.

(Com informações do jornal O Liberal)

Energia elétrica fica mais cara a partir de amanhã