Portal de Paulinia | O seu Jornal on-line

Sex19122014

Entrar emCONTATO

Operação do Gaeco e PM é realizada em Paulínia em Campinas

Operação do Gaeco acontece em Paulínia em CampinasUma operação do Grupo Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) com o apoio da Polícia Militar, prendeu três  homens em Campinas e Paulínia na manhã desta segunda-feira, 27.

Com um dos suspeitos foi encontrada uma lista com os nomes dos 12 homens que morreram na série de assassinatos entre os dias 12 e 13 de janeiro, em Campinas.

Segundo o Ministério Público (MP), os integrantes da facção estariam avaliando se alguma das pessoas que morreram faziam parte da organização criminosa para fazer uma possível retaliação contra os autores dos crimes.

Outros dois  suspeitos foram presos porque eram procurados pela Justiça, mas eles não têm relação com as outras prisões.

A investigação, segundo o Ministério Público, começou através de interceptações telefônicas, que identificaram conversas dos integrantes da facção combinando ataques a policiais militares da cidade. A Polícia Civil não descarta a hipótese de que as mortes em série sejam uma vingança pela morte do policial militar Arides Luiz dos Santos, de 44 anos. Ele foi morto horas antes das chacinas na região do Ouro Verde. Outra versão é uma possível "guerra" entre quadrilhas rivais.

Os presos foram levados para o 9º Distrito Policial, na região do Ouro Verde e para a delegacia de Paulínia. No final da manhã todos foram encaminhados para a Delegacia de Investigações Gerais (DIG) para prestar depoimento.


Operação do Gaeco e PM é realizada em Paulínia em Campinas