Portal de Paulinia | O seu Jornal on-line

Ter27062017

Entrar emCONTATO

Back Inicio Notícias de Paulínia Política Prefeitura de Paulínia anuncia contratação emergencial de servidores

Prefeitura de Paulínia anuncia contratação emergencial de servidores

Prefeitura de PaulíniaA Prefeitura de Paulínia, através de sua assessoria de imprensa divulgou uma nota oficial nesta sexta-feira (27/05) anunciando que fará contratações emergenciais na próxima semana depois de fazer cinco tentativas de acordo junto ao Sindicato dos Servidores da cidade, sem resultado, para que os serviços públicos prestados à população voltem ao atendimento normal.

Uma liminar expedida dia 19 de abril, pelo Juíz Eduardo Bigolin, determinou que fosse restabelecida a normalidade na prestação de serviços públicos municipais nas áreas da saúde e segurança e que nos demais serviços públicos municipais fosse mantido 70% do quadro efetivo, com pena de multa diária de 100 mil reais. Segundo a assessoria, o sindicato tem desrespeitado a decisão judicial.

Leia abaixo as propostas divulgadas na nota:

Além da determinação judicial, o Executivo participou de três audiências de conciliação no Ministério Público no Trabalho, uma na 1ª Vara do Foro Distrital de Paulínia, onde fez a seguinte proposta:

*estabelecer data base para março de 2012;

*aumentar o auxílio saúde, que hoje é de R$ 35,00 para R$ 120,00 a partir de março de 2012;

*nos meses de junho e julho de 2011, determinar que as Secretarias de Recursos Humanos, Finanças e Administração e a Secretaria de Negócios Jurídicos para que estudem uma maneira de atender as demais reivindicações;

*reposição de 50% dos dias parados e desconto dos outros 50%, divididos em três parcelas (atendendo cada caso em específico).

Os representantes do sindicato levaram a proposta para assembléia, que optou em continuar com a paralisação.

Empenhada com o fim da greve, com os compromissos já assumidos pelos servidores e principalmente com o restabelecimento dos serviços públicos, na terça-feira, dia 24 de maio, o Executivo encaminhou um comunicado, também disponível no site www.paulinia.sp.gov.br , com mais uma proposta, convidando o servidor grevista para um acordo individual, que contempla a compensação de 2/3 dos dias parados e desconto de 1/3 dos dias parados, descontado em três vezes.

Diante do esgotamento das possibilidades, a Prefeitura de Paulínia, em caráter emergencial, irá realizar contratações, num primeiro momento, para as áreas da educação e saúde, duramente afetadas e quem tem causado sérios problemas a toda a população de Paulínia. É importante lembrar que os servidores públicos municipais de Paulínia possuem a maior remuneração do Estado de São Paulo e um dos maiores do Brasil, com piso de R$ 2.340,00 acrescido de benefícios como décimo quarto salário, licença maternidade de 180 dias, auxilio saúde, auxílio transporte, auxilio alimentação, dentre outros

O Executivo lamenta profundamente a falta de acordo e pede o apoio a todos os munícipes

 

Fonte: RAC