Qui21082014

Entrar emCONTATO

Back Inicio Notícias de Paulínia Cidade Paulínia: Após acordo, termina greve na Replan

Paulínia: Após acordo, termina greve na Replan

Oito mil trabalhadores retomam as atividades até o final do dia.Os 8 mil trabalhadores das áreas da construção civil, montagem e manutenção, vinculados a empresas terceirizadas atuantes na Refinaria da Petrobrás em Paulínia (Replan) terminaram as atividades de greve na manhã desta quarta-feira. A informação é do Sindicato dos Trabalhadores da Construção Civil e do Mobiliário de Campinas e Região.

Os líderes sindicais aceitaram a proposta de reajuste salarial de 10,5%, R$ 2 mil na Participação de Lucros e Resultados (PLR) e R$ 120 para o vale-alimentação. Sindicatos avaliam o acordo como positivo.

De acordo com o presidente da entidade, Amilton Mendes dos Santos, as empresas pretendiam reajustar os salários dos funcionários em 10%, por volta das 9 horas. No entanto, o sindicato recusou a proposta em assembleia geral.

Mas após a negociação, os responsáveis pelas empresas terceirizadas aceitaram aumentar a proposta salarial para 10,5%. Os valores anteriormente oferecidos para os demais benefícios foram mantidos.

O movimento grevista se iniciou desde às 7 horas da última terça-feira, 22 e segundo o presidente do Sindicato das Empresas e Transportadores de Combustível e Derivados de Petróleo do Estado de São Paulo (Sindtanque), Amilton Gomes, os trabalhadores reivindicavam 15% de reajuste salarial, plano de saúde nacional familiar, R$ 2,5 mil de Participação nos Lucros e Resultados (PLR) e R$ 450 para o vale alimentação.

A Petrobrás informou que não houve prejuízo à produção na refinaria.

Comentários 

 
#1 Jose 23-05-2012 16:14
esse sindicato e safado tava comprado ja,eles recusam 10,dps aceitam 10,5,como as empresas ja estavam com almoço tudo pronto la dentro esperando os cara entrarem para trabalhar,AMILT ON SAFADO!
Citar
 

Adicionar comentário