Portal de Paulinia | O seu Jornal on-line

Dom26102014

Entrar emCONTATO

Back Destaques Notícias em Destaque Pré-sal: leilão do Campo de Libra já tem vencedor

Pré-sal: leilão do Campo de Libra já tem vencedor

Pré-sal: leilão do Campo de LibraO Governo Federal leiloou na tarde desta segunda-feira o campo de Libra no pré-sal, na bacia de Santos.

O vencedor foi um consórcio entre Petrobras (10%), Shell (20%), Total (20%), CNPC (10%), CNOOC (10%). Além disso, a Petrobras tem outros 30% referentes à parcela mínima obrigatória da estatal brasileira.

Desde ontem parte da Barra da Tijuca, na zona oeste do Rio de Janeiro, onde ocorrerá o leilão, tem a segurança controlada por cerca de 1.100 homens do Exército, das polícias Federal, Rodoviária Federal, da Força Nacional, além de agentes das polícias Civil e Militar do Rio.

Um dos motivos do leilão é que a equipe econômica precisa dos R$ 15 bilhões do bônus a ser pago pelo vencedor para fechar as contas de 2013.

Grupos sindicais e partidos políticos contrários ao leilão entraram em confronto com os membros da Força Nacional.

Um carro da TV Record chegou a se incendiado pelos manifestantes. Houve disparos de bala de borracha e de bombas de efeito moral para dispersar a multidão.

Os protestos contra o leilão começaram na semana passada com uma greve de petroleiros que atingiu todo o país.

Inicialmente, 11 empresas se inscreveram para participar da disputa, mas a espanhola Repsol, decidiu não participar do leilão.

Campo de Libra

O Campo de Libra, na bacia de Santos, é o mais importante do pré-sal brasileiro. A área fica a 170 quilômetros da costa e tem 35 quilômetros de comprimento por 20 de largura. A quantidade de petróleo da reserva é estimada entre 8 e 12 bilhões de barris. É quase o total do óleo que o Brasil produziu até hoje, de 15 bilhões de barris.

Pré-sal

O leilão do pré-sal vai conceder para produção de petróleo a maior reserva já descoberta no Brasil. Será o primeiro sob um novo regime, de partilha. Até agora, o regime usado era o de concessão.

Uma das principais diferenças é a maneira como o governo recebe das empresas. Nos contratos de concessão, é através do pagamento de impostos.

No regime de concessão, na partilha, a União vai receber o petróleo extraído. No mínimo 41,6% do chamado óleo excedente, aquele que sobra depois que são descontados os custos da produção. Vence o leilão o consórcio que oferecer o maior percentual acima desse valor.

O petróleo do pré-sal está em reservatórios em uma profundidade de cinco a sete mil metros. Abaixo de uma camada de sal com dois mil metros de espessura.


Pré-sal: leilão do Campo de Libra já tem vencedor