Qui24072014

Entrar emCONTATO

Back Destaques Notícias em Destaque Policial militar é brutalmente assassinada em São Paulo

Policial militar é brutalmente assassinada em São Paulo

Familiares de policial morta acompanham caixão na capital paulistaUma policial militar de 44 anos, sendo 11 de corporação foi brutalmente assassinada na noite de sábado, 3, na frente da filha mais nova, na Vila Brasilândia, em São Paulo. Marta Umbelina da Silva foi à primeira mulher a ser executada durante a onda de violência que enfrenta a Região Metropolitana de São Paulo este ano. Ela deixa três filhos, entre eles uma jovem de 20 anos e um rapaz de 18.

Mãe e filha chegaram em casa de carro. A menina tentou abrir o portão e não conseguiu. Marta foi ajudar a filha. O portão já estava aberto quando os dois homens chegaram de moto, atirando. A família morava na Vila Brasilândia, na Zona Norte. As marcas do crime ficaram na rua. Marta foi socorrida pelos vizinhos, no próprio carro, mas chegou ao hospital sem vida.

Foi um assassinato covarde. Nossa policial Marta foi surpreendida pelas costas, recebeu 10 tiros pelas costas. O sentimento da nossa tropa é de muita dor, de muita tristeza, pela covardia, pela falta de escrúpulos e pelo desafio que a criminalidade vem colocando não só à Polícia de São Paulo, mas ao estado, às nossas leis e à nossa sociedade”, afirmou o comandante da PM, Roberval França.

O feriado de Finados foi violento na Grande São Paulo. Das 18h de quinta feira até às 17h do domingo foram pelo menos 23 assassinatos na Região Metropolitana, sendo 11 na capital e 12 na Grande São Paulo. Em São Bernardo do Campo, no ABC, foram sete mortos.

Policial militar é brutalmente assassinada em São Paulo

Adicionar comentário