Portal de Paulinia | O seu Jornal on-line

Qua26112014

Entrar emCONTATO

Back Colunistas Esportes Falta juízo aos dirigentes brasileiros

Falta juízo aos dirigentes brasileiros

Patrícia Amorim, presidente do Flamengo.Ah como é bom ter dinheiro. Quem não gosta de ir às compras sem compromissos e adquirir tudo o que deseja, afinal, o consumismo está presente constantemente em nossas vidas.

Muitos gastam sem ter, outros gastam conscientemente. Nossos dirigentes são assim e parece que ano após ano, não aprendem.

Vejam bem. Com os novos valores a serem pagos pela Rede Globo que continuará exibindo as principais competições do futebol brasileiro, muitos clubes terão suas receitas turbinadas. Casos de Corinthians, Flamengo, São Paulo e demais.

Na última segunda-feira, 26, eis que acesso o portal Globo.com e vejo a manchete: “Flamengo está disposto a pagar 21 milhões por Vagner Love”. Paro e releio novamente a manchete, só para ter certeza. Aí entro em outro portal e vejo que o Palmeiras quer pagar 14 milhões por Diego Tardelli. Vou navegando aqui e ali na internet e vejo outros absurdos.

Será que atuais dirigentes do futebol brasileiro não se cansam de torrar milhões e milhões de reais em jogadores que pouco produziram em suas carreiras? Será que o dinheiro da televisão não pode ser investido no próprio clube? Pois ao mesmo tempo em que a receita sobe, a dívida idem, basta ter o Corinthians como exemplo. O clube receberá 110 milhões de reais da Rede Globo, ao mesmo tempo sua dívida disparou e insiste em pagar entre 40 e 50 milhões pelo atacante argentino Tevez. Não seria saudável pensar na saúde do clube e investir esse dinheiro na amortização da dívida? Ou investir na base, já que há muito tempo não temos um craque nascendo nas categorias de base do Timão? Investir no marketing ou em infraestrutura? E assim ao longo dos anos depender cada vez menos do dinheiro da televisão? Pelo visto não.

Obvio que existem exceções no mundo do futebol. Luis Álvaro de Oliveira, presidente do Santos, já declarou que não fará loucuras e afirmou estar assustado com os valores solicitados pelos atletas que o clube procurou. Louvável, não? Pena que parece ser um dos poucos ajuizados do futebol brasileiro.

Dinheiro é bom, mas assim como devemos sempre planejar nossos gastos, os clubes brasileiros precisão fazer o mesmo, afinal estão lidando com uma das maiores paixões do brasileiro. Ou daqui alguns anos a música “Pecado Capital” do cantor Paulinho da Viola, voltará a ser sucesso no Brasil, pois “dinheiro na mão é vendaval”...

Quem sou eu?

Thiago Scartozzoni Amaro, 23 anos. Jornalista formado e diplomado. Hoje, Assessor de Imprensa da Câmara Municipal de Paulínia. Amanhã, sei lá. Louco por futebol e Formula 1. Também estou no www.todosescrevem.blogspot.com e no twitter @thiagosa1. Meu MSN? Este endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo.

Vamos lá galera, comentem, critiquem, elogiem, enfim se manifestem. Eu preciso de vocês e vocês de mim, acho.

Falta juízo aos dirigentes brasileiros